sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A cultura da infantilização

Está cada vez mais comum encontrar adultos infantis: pessoas com idade de gente grande e cabeça de adolescente.
 Não sou psicóloga para tentar explicar as origens do problema, mas ao menos uma das causas eu posso arriscar: a permissividade. 
Quando falo em permissividade me refiro a esse terrível hábito que muitos pais tem de deixar seus filhos fazerem tudo o que querem, sem limites ou compromissos.  Isso impede que os filhos adquiram responsabilidade. E qual é a coisa que mais marca a transição de alguém para a vida adulta? Justamente a bendita responsabilidade!
Por não desenvolverem bem a noção de compromisso, alguns filhos não sabem como agir diante de situações críticas. Assim, quando surge um problema, vocês já sabem quem tem que resolver: os pais!
Nesse círculo vicioso, os filhos se tornam seres sem opinião própria ou atitude, características necessárias para o desenvolvimento profissional, emocional, sentimental...
E você acha que é só isso? A infantilização tem uma amplitude ainda maior do que parece: ela afeta não apenas o indivíduo e sua familia, mas a sociedade como um todo. Adultos infantis se tornam massa de manobra, ou seja, presas fáceis do sistema, porque são eleitores  sem consciência, consumidores inconsequentes...enfim, pessoas sem discernimento e, portanto, vulneráveis à qualquer tipo de manipulação.
Por causa da quantidade de adultos infantis que existem hoje, a sociedade está regredindo em muitos aspectos. A produção artística, por exemplo, perdeu muita qualidade, porque o nível do público também caiu. Coisas verdadeiramente boas já não são comerciais, e por isso as gravadoras investem menos nesse nicho. Gostaria de saber se artistas como Caetano Veloso, Djavan, e etc., fariam tanto sucesso caso começassem suas carreiras agora (uma época que  ovaciona Justin Bieber e afins).
Nossa sociedade também deve muito às gerações passadas no que tange à política. Fala sério, nossos pais e avós viveram durante a ditadura, protestaram, conquistaram a democracia...e nós? Nem conseguimos mobilizar um protesto decente contra a corrupção!
Não vou nem falar da falta de responsabilidade ambiental, porque nesse sentido a maioria não tomou posição ainda...
O resultado de tanta imaturidade? Não sei ao certo. Mas não vai demorar muito para descobrirmos o tamanho do 'pato' que teremos que pagar por toda essa falta de compromisso. É só esperar. O planeta já começou a falar.


2 comentários:

  1. Encontro caras assim direto! Já quebrei muito a cara por causa disso...Homem feitos, de barba na cara mas totalmente imaturos e dependentes da mãe! =/ E ainda perguntam porque as mulheres estão lutando por igualdade...não dá para deixar nossas vidas nas mãos de caras desse naipe! Eles não oferecem nenhuma segurança!

    Milena, acho que acabei de usar seu blog para desabafar...kkkkkk

    Enfim, adorei o post. Beijos, Lu.

    ResponderExcluir