terça-feira, 30 de agosto de 2011

Atuações Inesquecíveis - Homens/Parte 1

Sabe aquele papel que marca tanto a vida de um ator a ponto de torná-lo eternamente marcado por esse papel? Pois é, isso não é tão ruim. Pelo contrário, é sinal de que o personagem foi bem interpretado.
Pensando nisso, decidi montar uma lista com as atuações que mais me impressionaram até hoje, aquelas inesquecíveis mesmo, sabe?
Quando comecei a montar a lista, acabei tendo algumas dificuldades. Então, apenas pela praticidade, decidi montar listas diferentes, uma masculina e outra feminina. Ah, também não coloquei a lista completa hoje, vi que ia ficar grande por causa das explicações...quem tem blog não pode abusar, né? rs
Eis então as atuações masculinas que me deixaram de boca aberta (é uma lista aleatória, sem ordem de preferências): 



1. Daniel Day-Lewis em "Meu Pé Esquerdo" (My Left Foot): No papel que lhe rendeu seu primeiro Oscar, Daniel Day-Lewis interpreta um homem que, por ter paralisia cerebral, só consegue mexer o pé esquerdo. Por aí vocês já podem ter idéia da densidade do personagem, e é exatamente pelo nível de dificuldade que a atuação do Daniel foi tão marcante. Imagine fazer um filme inteiro mexendo apenas um membro do corpo? Ou falar igual a uma pessoa com paralisia? Pois é, ele fez tudo isso, brilhantemente. O ator se dedicou  tanto ao personagem que dizem que, mesmo quando não estavam filmando, ele não saiu da cadeira de rodas para mergulhar fundo no papel. Devo dizer que toda essa preparação valeu a pena: a densidade das cenas, a dificuldade do personagem para falar, para se locomover...tudo foi retratado de uma forma tão real que, desde que assisti "My Left Foot", Daniel Day-Lewis se tornou o meu ator preferido!

2. Colin Firth em "O Discurso do Rei" (The King´s Speech): Há muito tempo que eu gostava do Colin Firth, mesmo ele não sendo um dos queridinhos do grande público. Sempre questionava o porquê de ele não receber um papel à altura, já que é um ator de grande competência . A prova de que eu estava certa veio em "O Discurso do Rei", filme no qual ele interpreta o rei George VI, da Inglaterra (o pai da rainha Elizabeth). Pelo que eu disse até agora, você deve imaginar que é mais uma daquelas histórias da realeza, cheias de pompas e firulas. Mas aqui, o enredo é outro: é a história de um rei que, contrariando as expectativas de todos, se vê obrigado a assumir a coroa e a lutar contra a disfemia (mais conhecida como gagueira). Isso mesmo, o rei era gago, e Colin o interpretou com tanta fineza e suavidade que ninguém que assiste ao filme se importa com o fato de ele ser gago. O que preocupou todo mundo foi ver o sofrimento que a gagueira causava ao rei George. Desnecessário dizer que esse sofrimento foi interpretado eficazmente por Firth, que também ganhou o Oscar por esse filme. O meu sentimento em relação a "O Discurso do Rei" é de pura e simples gratidão, por finalmente mostrar ao mundo o ator sensacional que é Colin Firth.

3. Heath Ledger em "Batman: o cavaleiro das trevas" (The Dark Knight): Sinto um arrepio toda vez que vejo Heath Ledger como Coringa. Apesar de esse Coringa não se parecer muito com o do desenho, foi o melhor de todos, na minha opinião. Ledger consegue dar ao personagem aquele tom psicótico (já conhecido de todos) , mas sem transformá-lo em um palhaço de circo. Foi uma pena o ator ter morrido tão cedo, no auge da sua carreira; até ganhou o Oscar por esse papel. Acredito que essa foi uma interpretação daquelas que marcam o ator, e independente de quantos filmes Heath viesse a fazer, ele continuaria a ser o eterno Coringa.

4. Marlon Brando em "O Poderoso Chefão" (The Godfather): Desnecessário fazer apresentações nesse caso, Don Corleone é um dos personagens mais influentes da história do cinema. Inúmeras paródias já foram feitas o imitando. Isso é apenas um sinal de como Brando foi eternizado através dessa interpretação...o negócio foi tão bem feito que ver o filme te dá até vontade de entrar na Máfia, rsrs

5. Anthony Hopkins em "O Silêncio dos Inocentes": Embora suspense e terror não sejam meus gêneros preferidos, não posso negar que há filmes de qualidade inquestionável dentro desses estilos. É o caso de  "O  Silêncio dos Inocentes", que ganhou vários Óscar (ou Óscares?) e entrou para história do cinema em grande parte por causa da atuação brilhante de  Hopkins (que, aliás sempre atua de forma incrível). Hannibal Lecter é um dos melhores psicopatas de todos os tempos.

Por hoje é isso. Vocês gostaram? Querem ver a continuação da lista?
E quanto à lista de vocês, quem vocês colocariam?





Um comentário:

  1. Adorei a postagem Mi. Você gosta mesmo de cinema né? Não vi a maioria dos filmes que você colocou, mas vou procurar assistir para ver se nosso gosto é parecido...Só não concordei muito com Piratas do Caribe, gostei mais de Edward Mãos de Teroura.
    Bjos. Márcia

    ResponderExcluir