terça-feira, 5 de julho de 2011

Medo



Sabe aquela coisinha chata que tá sempre te impedindo de se arriscar?
O medo é um dos sentimentos mais ambíguos que existem. Ao mesmo tempo em que ele é um instinto de sobrevivência - ou seja, te protege - também é uma trava. O medo nos faz temer tudo aquilo que traz mudanças, e isso é chato porque acaba empacando nosso desenvolvimento. Enquanto cada um viver na sua zona de conforto pessoal, nunca irá ter novas experiências. Sair dos "lugares comuns" é imprescindível para evoluir.
De uns anos para cá venho tentando aplicar isso na minha vida, o que é bem difícil, para ser sincera. Contudo, quase todas as vezes em que saí da tal da zona de conforto o resultado foi proveitoso. Descobri coisas interessantes e conheci pessoas especiais durante o desbravamento, rs
Antes de terminar o post (é, esse foi curtinho mesmo), quero deixar para vocês uma música muito especial interpretada por dois artistas que eu gosto muito: Lenine e Julieta Venegas. O nome da música é Miedo, e recomendo fortemente (como diz a Larissa) que vocês a escutem. Vamos lá, sem preguiça!




Miedo
Composição: Pedro Guerra/Lenine/Robney Assis

Tienen miedo del amor y no saber amar
Tienen miedo de la sombra y miedo de la luz
Tienen miedo de pedir y miedo de callar
Miedo que da miedo del miedo que da

Tienen miedo de subir y miedo de bajar
Tienen miedo de la noche y miedo del azul
Tienen miedo de escupir y miedo de aguantar
Miedo que da miedo del miedo que da

El miedo es una sombra que el temor no esquiva
El miedo es una trampa que atrapó al amor
El miedo es la palanca que apagó la vida
El miedo es una grieta que agrandó el dolor

Tenho medo de gente e de solidão
Tenho medo da vida e medo de morrer
Tenho medo de ficar e medo de escapulir
Medo que dá medo do medo que dá
Tenho medo de acender e medo de apagar
Tenho medo de esperar e medo de partir
Tenho medo de correr e medo de cair
Medo que dá medo do medo que dá

O medo é uma linha que separa o mundo
O medo é uma casa aonde ninguém vai
O medo é como um laço que se aperta em nós
O medo é uma força que não me deixa andar

Tienen miedo de reír y miedo de llorar
Tienen miedo de encontrarse y miedo de no ser
Tienen miedo de decir y miedo de escuchar
Miedo que da miedo del miedo que da

Tenho medo de parar e medo de avançar
Tenho medo de amarrar e medo de quebrar
Tenho medo de exigir e medo de deixar
Medo que dá medo do medo que dá

O medo é uma sombra que o temor não desvia
O medo é uma armadilha que pegou o amor
O medo é uma chave, que apagou a vida
O medo é uma brecha que fez crescer a dor

El miedo es una raya que separa el mundo
El miedo es una casa donde nadie va
El miedo es como un lazo que se aprieta en nudo
El miedo es una fuerza que me impide andar

Medo de olhar no fundo
Medo de dobrar a esquina
Medo de ficar no escuro
De passar em branco, de cruzar a linha
Medo de se achar sozinho
De perder a rédea, a pose e o prumo
Medo de pedir arrego, medo de vagar sem rumo
Medo estampado na cara ou escondido no porão
O medo circulando nas veias ou em rota de colisão
O medo é do Deus ou do demo
É ordem ou é confusão
O medo é medonho, o medo domina
O medo é a medida da indecisão

Medo de fechar a cara
Medo de encarar
Medo de calar a boca
Medo de escutar
Medo de passar a perna
Medo de cair
Medo de fazer de conta
Medo de dormir
Medo de se arrepender
Medo de deixar por fazer
Medo de se amargurar pelo que não se fez
Medo de perder a vez
Medo de fugir da raia na hora H
Medo de morrer na praia depois de beber o mar
Medo... que dá medo do medo que dá
Medo... que dá medo do medo que dá

7 comentários:

  1. O destemor as vezes leva a pergunta "o que estou fazendo aqui?" e de pronto à resposta "apenas experimentando". As vezes se ouve "mas ninguém nunca fez isso", e logo "legal, fiz primeiro!". Não é exatamente confortável, mas é compensador.

    ResponderExcluir
  2. "Ei medo, dá licença que a minha felicidade quer passar?" Li essa frase essa semana e amei e o post veio pra completar. Hoje eu posso dizer, mais do que nunca, que MEDO em demasia (mais do que a demasia de outras coisas) atrapalha MUITO a vida de alguém. Adeus, meu mundinho... não sentirei saudades. =P

    ResponderExcluir
  3. Como podemos lidar com os nossos medos? Crendo nas promessas de Deus (Isaías41.10;Josué 1.9)."Consulte não seus medos,mas suas esperanças e seus sonhos.Pense não sobre as frustações,mas sobre seu potencial não realizado.Não te preocupes no que você tentou e falhou,mas com o que ainda é possível fazer."

    "El miedo es natural en el prudente, y el saberlo vencer es ser valiente."

    ResponderExcluir
  4. Adoro essa musica com o Pedro Guerra (Cantor Espanhol). Tão bom saber que não é só eu que tenho esses medos. Beijos! Patricio

    ResponderExcluir
  5. Nunca ouvi essa música com outro cantor...vou procurar! Obrigada pela visita e bem-vindo ao clube! rs

    ResponderExcluir