quinta-feira, 12 de maio de 2011

O hábito de não ler do brasileiro

Brasileiro não gosta de ler. Isso é fato. Seja porque o livro é caro, é grosso, ou o que for, sempre vemos alguém com uma desculpa para não pegar em um livro.
Aqui em casa as coisas sempre foram diferentes. Minha mãe foi bem esperta, tomando atitudes para nos incentivar a ler desde pequenininhas (Valeu, mãe!). Me lembro de que antes mesmo de eu aprender a ler ela me deu várias coleções de livros, principalmente de fábulas. Eram livros cheios de gravuras (alguns até tocavam musiquinha!), feitos com o propósito de atrair as crianças. Resultado: funcionou, a gente cresceu com a cara enfiada nos livros, mesmo que fossem apenas nas revistinhas da Turma da Mônica, rsrsrs
O que me preocupa é que parece que os pais de hoje não fazem a menor questão de influenciar seus filhos nesse sentido. Acho que é porque eles mesmos não estão lendo mais. Fale a verdade, quantos livros você já leu esse ano? Não vejo nem as grandes editoras se esforçando o suficiente para que esse quadro mude. Ao invés de tentarem vender mais livros, várias delas apenas sobem o preço das suas publicações, mantendo o lucro.
Vocês devem se lembrar da série Para Gostar de Ler, lançada nos anos 80 (acho que é publicada até hoje). Essa marcou uma geração inteira, como eu gostava desses livros! Eram textos escritos por grandes nomes da nossa literatura, como Fernando Sabino e Carlos Drummond de Andrade, de forma simples, atrativa e acessível ao leitor comum. O objetivo da coleção era justamente incentivar a leitura pelo simples prazer de ler, e não por imposições de terceiros. Se você nunca leu, olha um pedacinho do prefácio do volume 1:

"Amigo estudante,
Este livro não tem a intenção de ensinar coisa alguma a você. Nem gramática nem redação nem qualquer matéria incluída no programa de sua série.
Nós só queremos convidar você a descobrir um mundo maravilhoso, dentro do mundo em que você vive. Este mundo é a leitura. Está à disposição de qualquer um, mas nem toda gente sabe que ele existe, e por isso não pode sentir o prazer que ele dá."


 
Esse parágrafo resume tudo. Acho que quem não gosta de ler é porque não foi introduzido direito no mundo da leitura. Mas tenho um recado para você: isso tem remédio, é só uma questão de mudança de hábito. Procure um livro sobre algo que te interesse, e não porque ele é útil, inteligente, cult e etc. Você quer ler piadas? Ok. Receitas? Sem problemas, é você quem manda. Com o passar do tempo, tendo já adquirido o hábito de ler, você mesmo vai se tornar mais exigente e seletivo. O importante é começar.
E vale apontar as incríveis vantagens de ler: o raciocínio melhora, O PORTUGUÊS SE DESENVOLVE...sem contar o fato de que uma pessoa que lê se torna muito mais culta e interessante. O que você está esperando para começar?

P.S's: 

1.LER O MEU BLOG VALE COMO PONTO DE PARTIDA TAMBÉM, OK? RSRS
2. Para quem se interessou, dá para encontrar os livros da série Para Gostar de Ler em qualquer sebo.
3.Outra coleção que marcou a infância de todo mundo foi a Vaga-lume, da editora Ática. Quem nunca sonhou em um dia conseguir ter a coleção inteira? rs

6 comentários:

  1. Nossa Mi, que bacana este blog. Estou amando "Não cabe na gaveta", é a tua cara.. simpática, simples, interessante.. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Ai Amiga, acho que esse foi um sinal de alerta. Lembro da época que lia esta coleção "Para gostar de ler", alguns da ática e era mesmo muito agradável. Talvez isso seja uma desculpa, mas acho que entrar na Universidade deixa a gente meio desanimado para ler por gosto.

    ResponderExcluir
  3. Tipo assim Mileninha concordo com vc, mas também temos que considerar que a leitura é um dos meios pelos quais desenvolvemos nosso conhecimento. Acho que isso não anula o fato das pessoas se aprimorarem por meios como a NET, jogos, etc. Falo isso porque ultimamente tenho conversado com pessoas que apesar de lerem pouco possuem uma diversidade de conteúdos que paream bons leitores...Sou fissurada por leitura, mas sei que estou dentro de uma classe de 40% da população brasileira que tem acesso tanto a níveis econômicos quanto sociais a esse tipo de representação de cultura que se dá por meio da leitura.Igual mesmo vc falou, um bom livro custa em média 30 reais. Sei que existem sebos e lugares que vendem livros a preços mais baixos, mas a questão não é só o acesso mas o próprio gosto que cada um desenvolve por determinadas áreas, né?
    Mas o artigo tá massa, viu? Bjo

    ResponderExcluir
  4. Sim Nise, quando eu disse que "o meu blog vale como ponto de partida" era por isso. Também acho que a Internet vale como fonte de conhecimento.

    ResponderExcluir
  5. Milena, concordo com você! E acho que com a internet ficou muuuito mais fácil as pessoas terem acesso a leitura. Eu mesmo costumo baixar vários livros mas acabo escolhendo os com "capa de papel" mesmo. Adoro ler e na minha casa também sempre teve incentivo! Aonde vou tenho um livro na bolsa. Minha válvula de escape.. rs
    beijoooos querida!

    ResponderExcluir
  6. É isso aí Milena, chega de livros chatos que as escolas empurram pras crianças, a leitura deve ser algo prazeroso.

    ResponderExcluir